Blog

Unidade Alphaville 2

Consciência da lateralidade é importante para a alfabetização cartográfica

No Colégio Anglo Leonardo da Vinci, o ensino é organizado de maneira espiral. Isso significa que um assunto é revisto pelo aluno ao longo de sua vida escolar de diferentes formas. O 2° ano, por exemplo, está vivenciando novas experiências em torno do tema “localização espacial”.

As crianças começaram a ter contato com o assunto no ano passado com o processo de reconhecimento do próprio corpo como objeto de estudo. A brincadeira “Coelhinho sai da toca” é sempre apreciada pela turma do 1° ano e é ótima para estimular os movimentos do corpo, noções de dentro e fora, atenção, direção, perto, longe e troca. Está aí um pouco da definição da lateralidade.

Com esse repertório, parte do método Aprender a Estudar, os alunos estão prontos para participar de outras experiências. Eles ampliaram sua consciência corporal e podem, agora, ouvir e seguir comandos novos relacionados à direção. Então, acontece a retomada da sequência pedagógica, na qual o conteúdo anterior serve como base para os novos componentes. Uma prática que estimula  o aprofundamento dos conhecimentos.

“Para a retomada da localização espacial especificamente, a turma participou do “Jogo direita, centro, esquerda” e foi muito bom. A consciência da lateralidade, tendo como base o próprio corpo, propicia o desenvolvimento do raciocínio lógico e é importante na alfabetização cartográfica”, ressalta a professora Jaque.